Arquivo de etiquetas: dor

Por Ser só o que É

Não importa quais ou quantas foram as possibilidades: cada um fez uma escolha e nada mais. Não importa o que aconteceu ou o que poderia ter sido; são apenas hipóteses e não fatos. Não dá pra pensar no que não é.

Há o fácil que tentamos explicar
e complicamos.
Há o complicado que deixamos para lá
e facilita.
Explica-se por si
por ser Só o que É
Por não saber que é o que
Há beleza,
Não há silêncio consolador
mas o absurdo faz parte da vida.
Não há como impedi-lo
nem porque fazer isso
que não se desfaz
mas se refaz
e toma o resto de si pra si.
O resto de um rosto
sem beleza palpável
de duvidosa dor ou felicidade.
Não explica os termos
não define os conceitos
apenas se esvai.
E se vai, volta…
Todo dia.

Gabriela de Oliveira

Para minha tristeza

Deixe-me em paz neste inverno;
Oh, dor viva do desencanto de um coração.
Não te quero em minhas cobertas
Nem quero mais lhe dar atenção.Um versinho para você;
Pois prometeu voltar.
Entregar-lhe-ei esta poesia em mãos.
Porém, não insista em me olhar.

Tenho agora outros planos.
Nunca mais irei te amar
Oh, minha tristeza;
Vá. Vá agora, para nunca mais voltar.

Confesso-lhe a verdade:
Deixei meu coração aberto.
Troquei-lhe por outro alguém.
Tenho agora, meu amor liberto.

Aceite esta singela homenagem.
Pois tu também não me amas mais.
Eu sei.
Mas, se isto te conforta,
Saiba que os momentos que juntos passamos,
Eu jamais esquecerei.

———————————–

Poesia publicada no livro “Vem comigo; depois te explico” em Junho de 2007 pela editora LEW

Guiomar Baccin