Sempre que sair de casa

Sempre que sair de casa,
Saia como se tivesse fugindo.
Saia e faça do antigo caminho,
Um mesmo caminho,
para um novo lugar.

Sempre que sair de casa,
Saia preparado para voar.
Saia olhando para os lados,
Não para seus passos,
Pisando no mesmo lugar.

Sempre que sair de casa,
Não se preocupe em voltar.
Saia olhando a paisagem,
Com os mesmos olhos,
mas outra forma de olhar.

Sempre que sair de casa,
Não pense em tudo que
Possa encontrar. Saia
Andando diferente, como
Uma mesma letra em outro cantar.

PAblo Poetry
.

1 comentário a “Sempre que sair de casa”

  1. Sempre que sair de casa, faça dos olhos turistas e dos passos novos momentos, assim quando voltares serás outro no espaço de teus movimentos…

    Hey, gostei tanto do refrão que segui conVersando, pois ele canta, toca e transforma…

    Um beijo, Pablo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *