1 comentário a “Paradoxos”

  1. Poucas palavras, bem colocadas, eis a beleza desta poesia. Singela e perfeita! A beleza está nas coisas simples mesmo.
    Ás vezes, também fico sobre o muro, até decidir para que lado irei pular, rsrsrs 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *