Arquivo da Categoria: tempo

A Farsa Lúcida

Defronte este humor vítreo
É possível ver
Além de carne, osso e pele?
Translucida piada.
Fala com olhos irônicos
A observar as vidas todas
Ocas e pobres.
Apenas percebe
O que conhece,
Então responde:
O que há em cada um,
Além da carne, osso e pele?

Nada, digo-te.
Um espelho no vácuo,
Um semblante borrado,
E um desejo amargo.

Nada? Eu sei.
Só o morrer
De tempo,
Destino.

Realidades Paralelas

Posso ser uma fração
De qualquer coisa que se mova
A favor do vento
Ou contra a corrente
Além do que se move
Posso já não querer ser
E ver tudo se dissolver
Expandir o olhar
E ver as coisas de olhos fechados
No modo a ser ignorado
Por quem não consegue entender
Entenda
Agora o mundo já mudou
Estamos em outra dimensão
E nenhum plano de fuga poderá nos salvar
Sonhos perfeitos
Em realidades paralelas
Ao que se pode esperar
Além do que se move
E se dissolve
Fora do ar.