Arquivo da Categoria: Joelson Becker

O inimigo

Saia daqui, deixe-me sentir a brisa sobre a minha cabeça,
Saia daqui, deixe-me sentir aquilo que me faz viver,
Eu sei, todas as coisas mudaram,
O caos cegou os meus olhos e atravessou a minha alma.

Porque não me deixa acreditar que você não existe?
Eu quero fugir, mas você me persegue.
Talvez eu não consiga escapar das suas lâminas,
Talvez eu não consiga escapar da sua ira.

Você destrói tudo que eu faço
Você destrói tudo que eu penso
Você destrói tudo que eu amo
Você destrói tudo o que eu sou.

Abra a sua mente
Destrua as suas mentiras
Olhe para dentro
Expanda a sua percepção

Tantas guerras em minha mente,
Tanta ilusão ao meu redor
Tudo criado pelo meu ego
Tudo criado pelo meu inimigo interno.

Joelson Becker

Liberdade

“Antes de derrubar governos deveríamos derrubar os murros que estão dentro de nós.
Se todos formos livres internamente, não há nada que possa nos escravizar.
Infelizmente não é o que acontece.
Tudo o que se vê é um espelho, um reflexo de nós mesmos…
Preconceitos…
Tradições sem sentido…
Ódio sem explicação…
No mundo da informação já passou da hora de todos se questionarem sobre si mesmos, procurar os porquês…”

Joelson Becker

No início e no fim

Cada pessoa é um rio
Em um busca do oceano,
Em busca do tempo,
Em busca do inalcançável,
A Imortalidade…

O fogo queima o mundo,
O incrível mundo que existia,
Que eu vi brilhar com olhos de criança,
Que eu vejo sofrer com olhos petrificados,
Nostalgia…

Hoje percebo que eu não tenho nada,
Que eu pertenço ao tudo,
E que a imensidão do tudo é o nada,
É mais fácil não abrir os olhos e fingir,
Mas todos devem resistir…

Mas isso é a vida real?
Não, é uma ilusão!
Somos um grão de areia,
Nada mais que isso,
E você é igual a mim,
No início e no fim…

Joelson Becker

O que você não vê?

Como uma nuvem negra
Você veio para destruir tudo
O que você pensa, o que você vê?
É um espelho, um reflexo de você

O mal e o bem, o céu e o inferno
Nós estamos acima disso tudo
Lembre-se, nós estamos em tudo
E o infinito está em nós

O que eu vejo?
O escravo do mundo
O escravo do pecado
O escravo do perdão
O escravo de si mesmo

Liberte-se, seja o ar
E Queime, e queime, e queime
E ressurja…

Minha mente queima no inferno
Quando percebo que estou fora do pesadelo
E que tudo é uma ilusão
Mas estou vivo, e o agora é tudo que eu preciso…

O que eu vejo?
Insana guerra por poder,
Insana guerra por dinheiro,
Insana guerra por sangue
Insana guerra por nada!

O que você não vê?

Joelson Becker